• Emilie Andrade

O sonho de Isaac



Outro dia me dei conta que eu ando colecionando histórias sobre sonhos. Pra uma geminiana com muitos signos de ar no mapa, sonhar faz parte do meu jeito de ser no mundo, talvez, tenha a ver com isso esse interesse.



Existem muitas versões e variações desse conto, inclusive, descobri uma história com esse mesmo tema no repertório da Luzia Teresa. É um conto é realmente muito popular. Ouvi essa versão faz pouco, contada pelo Michael Meade e por hora é a minha preferida.


Depois, vocês me contam o que acharam?




Era uma vez em outro tempo, numa pequena vila, numa pequena cabana vivia um homem chamado Isaac. Isaac era um homem muito simples, do tipo que aceita tudo que o dia lhe traz.




Uma noite, Isaac teve um sonho. No sonho uma voz lhe dizia: “Isaac, chegou a hora de partir para uma cidade grande e longe daqui. No centro dessa cidade existe uma ponte. É hora de ir até lá e cavar no pé dessa ponte. Se você fizer isso você vai encontrar u grande tesouro. Quando acordou Isaac pensou: “bom, foi só um sonho”.



Depois de alguns dias o sonho voltou e disse as mesmas coisas, mas dessa vez quando acordou Isaac comentou com dois amigos sobre o sonho insistente e os amigos disseram: “um sonho é só um sonho” e Isaac continuou a viver. Até que o sonho voltou pela terceira vez. E dessa vez quando Isaac acordou, ele se vestiu e partiu deixando tudo que tinha para trás.




Caminhou na direção da cidade descrita no sonho. Ele caminhou muito, dia e noite. De tanto caminhar logo seus sapatos se gastaram e seguiu caminhando descalço. A única coisa que tinha para sustenta-lo eram seus pés. O vento constante e a poeira logo deixaram suas roupas sujas e estragadas.




Até que finalmente, ele chegou na cidade e foi direto procurar a ponte que realmente existia no centro daquela cidade, só que aponte era guardada por guardas. Isaac pensou que os guardas nunca o deixariam cavar ali. Sem saber o que fazer, ele ficou por ali, observando, pensando, caminhando de um lado para o outro.




Alguns dias se passaram até que o capitão da guarda se aproximou e perguntou: “o que aconteceu com você? Faz dias que você chegou aqui, fica andando de um lado para o outro. ” Isaac, então, contou do sonho que tivera. Para o que o capitão respondeu: “que bobagem! Um homem da sua idade acreditando em sonhos! Eu mesmo sonhei que um homem chamado Isaac um dia viria e que ele deveria cavar no quintal da sua casa para achar um grande tesouro”.




Isaac agradeceu e voltou correndo pra casa.




#sonhos #sonhosserealizam #contotradicional #osonhodeissac

Um jeito de começar a se aproximar das histórias é cuidar da sua própria. Quer experimentar?

Deixa seu e-mail aí embaixo que te mando de presente a

"ÁRVORE DA VIDA.

 

Emilie Andrade / Brasil / 55 16 98220-4398

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon

Além de artista da palavra, sou estudiosa e facilitadora de práticas narrativas. Uma metodologia que acompanha pessoas e organizações na re-autoria das próprias narrativas.

Ficou curiosa?

é só visitar www.sementeira.art